2.11.16

Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE - Equipamento com 01 ano de garantia contra defeitos de fabricação

Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE



O Detector de Gás, código AFDG2 é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas, salas e locais confinados em geral, tendo como função detectar a presença de gases cuja concentração volumétrica está tendendo ao limite inferior de explosividade (LIE).

Quando o sensor de gás detecta a presença de um gás cuja a concentração volumétrica do mesmo está tendendo a atingir o LIE e pode, com isso, oferecer sérios riscos de explosão no local, o detector entra em estado de alarme, tocando sua sirene interna e ativando seu relé, que pode enviar um alerta para uma central de alarme de incêndio, central de alarme residencial, unidade discadora telefônica, etc.

Este equipamento é ideal para ser instalado em qualquer local que utilize gases inflamáveis como fonte de combustível, como residências, restaurantes, indústrias, ambientes confinados, etc.

Equipamento amplamente utilizado em todo o Brasil, em instalações conjuntas à válvulas solenóides, atuando de forma a bloquear a alimentação de gás nas tubulações, em caso de detecção dos mesmos, evitando que o vazamento de gás continue, prevenindo assim o local contra explosões.

Também é bastante utilizado em instalações conjuntas à centrais de alarme de incêndio convencionais (Através da saída relé NA pertencente ao equipamento), onde o detector de gás AFDG2 não recebe um nome de identificação individual, a não ser que ele esteja instalado solitariamente em um laço da central, pois é o nome do laço que fica gravado na central de alarme de incêndio convencional e não dos dispositivos unitários.

Cada laço convencional pode receber até 20 dispositivos (Detectores, Botoeiras, etc.), porém, atente-se que os 20 dispositivos não serão endereçados individualmente, ou seja, não receberão nomes individuais, sendo possível apenas saber de qual laço veio o alarme e não de qual dispositivo. Deve-se ter cuidado ao subdividir as localidades de uma edificação em laços, para que não haja confusão na hora de identificar o local de onde vem o alarme.

Este detector pode ser instalado em conjunto com qualquer central de alarme de incêndio convencional, porém, depende de alimentação externa 110 ou 220 volts (Deve ser ligado na tomada).

Quando a central de alarme de incêndio convencional recebe o sinal de alerta proveniente do detector de gás, ela realiza automaticamente as ações que lhe foram programadas. Exemplo: Tocar todas as sirenes, liberar portas eletrônicas, etc, a depender do tipo de ligação e configuração realizada.


Equipamento com 01 ano de garantia contra defeitos de fabricação.

Características Técnicas - Detecta Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), Gás Natural (GN) e demais compostos de Metano, Gás de Carvão e Álcool - Faixa de Inflamabilidade, LIE (Limite Inferior de Explosividade) e LSE (Limite Superior de Explosividade) – Conceito e Exemplificação - Atmosfera de Mistura Rica e Pobre x Região Inflamável - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE

Características Técnicas:

Detecta Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), Gás Natural (GN) e demais compostos de Metano, Gás de Carvão e Álcool:

- Acionamento automático, através da detecção de volumes de gás que oferecem possíveis riscos de explosão;
- Detecção de Gás do tipo sensor de calefação semicondutor;
- Possui supervisor de controle MCU, com tecnologia de chip SMT;
- O reset do equipamento somente ocorre quando a concentração de gás que existia no local é dissipada através de trocas de ar. Como exemplo pode-se citar uma situação em que havia um vazamento de gás em um dado local e, após o reparo da tubulação, ocorreram trocas de ar no ambiente (ventilação) o suficiente para dissipar a concentração volumétrica do gás que anteriormente fornecia risco ao local;
- Alimentação: Bivolt Automático (110 / 220 Volts) Entrada padrão NBR 14136;
- Sirene interna com pressão sonora de 85 dB e Frequência de 3500 Hz, medido à 01 metro da fonte.


Possui visor de LCD que indica o índice de concentração de gás no ambiente (De 0 a 10):

- LED verde que indica o funcionamento e energização do detector;
- LED amarelo que indica a presença de gás em concentrações ainda abaixo do estado de alarme;
- LED vermelho que indica o alarme, ou seja, a concentração volumétrica de um determinado gás de risco chegou a um ponto em que se continuar em aumento irá fatalmente oferecer riscos de explosão ao local.

Dimensões: 120 mm x 50 mm x 40 mm   |   Peso: 0,172 kg.

Equipamento com certificação CE. (Comunidade Europeia).

- Carga menor que 4 Watts;
- Saída de relé de 3 Amperes em até 220 Volts: NA (Fio Branco), NF (Fio Preto), e Comum (Fio Vermelho);
- Temperatura de Operação: de -10°C até +50°C;
- Resistência a umidade: Menor que 95%, sem condensação;
- Índice de Proteção: IP 30;
- Material: Caixa em ABS pintado na cor branca;
- Teste através da presença de gases inflamáveis ou álcool, próximo ao detector. (Como acionar o gás de um isqueiro, por exemplo.);
- Densidade de Detecção de GLP: Inicia o BIP de alarme em 3% do LIE e alarma em 20% do LIE;
- Densidade de Detecção de Gás Natural / Derivados de Metano: Inicia o BIP de alarme em 3% do LIE e alarma em 20% do LIE;
- Densidade de Detecção de Gás de Carvão (Hulha): Inicia o BIP de alarme em 3% do LIE e alarma em 20% do LIE.

NOTA: Para qualquer gás, 1% em volume é igual a 10000 ppm, (partes por milhão).



Faixa de Inflamabilidade, LIE e LSE – Conceito e Exemplificação.

Quando se trata de gases e vapores inflamáveis, existe a faixa de inflamabilidade que é a medida da quantidade volumétrica de um determinado gás ou vapor inflamável dentro de um local confinado que é necessário para tornar a atmosfera potencialmente explosiva dento deste certo ambiente confinado.


Dentro da faixa de inflamabilidade existem dois limites que são conhecidos como Limite Inferior de Explosividade (LIE) e Limite Superior de Explosividade (LSE).

O Limite Inferior de Explosividade (LIE): É o volume mínimo necessário para que um gás ou vapor presente na atmosfera de um ambiente confinado entre em combustão, caso exista uma fonte de ignição. Este limite marca o início da “Região Inflamável” e o fim da atmosfera com “mistura pobre”.

O Limite Superior de Explosividade (LSE): É a concentração volumétrica máxima de gás ou vapor presente na atmosfera de um ambiente confinado, tornando-o explosivo caso exista uma fonte de ignição. Este limite marca a transição da “Região Inflamável” para a atmosfera de “mistura rica”.



Tabela de dados sobre LIE e LSE - Gás Natural - Metano - GLP - Gasolina - Álcool Etílico - Butano - Acetona - Amônia - Óxido de Etileno - Sulfeto de Hidrogênio - Hidrogênio - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE


Abaixo segue alguns dados de LIE e LSE.


Esquema e considerações Gerais Para Instalação - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE

Considerações Gerais Para Instalação:

Antes de ligar o equipamento na tomada, certifique-se que a atmosfera do local esteja completamente livre de quaisquer gases que possam influenciar na calibração do equipamento.

Cada detector de gás cobre uma área máxima de 81 m² e o comprimento máximo de cobertura é de 12 metros.


Supondo que seja necessário dimensionar um detector para uma área retangular cujo comprimento do lado maior é de 12 metros (máx). Com isso, o lado menor não poderá possuir mais de 6,75 m, uma vez que:

6,75 m x 12 m = 81 m² (Área máxima).


O detector de gás AFDG2 deve ser instalado sempre na parede oposta à fonte que apresenta risco de vazamento de gás.



Amostra do Funcionamento e Alarme - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE


Funcionamento e Alarme:


Ao ligar o equipamento na tomada, o equipamento emitirá um som tipo “bip” duas vezes, o led de alarme irá piscar duas vezes e no display aparecerá a grafia “-“ que se manterá piscado por aproximadamente sete minutos, indicando que o equipamento está em processo de calibragem.






Depois da calibragem automática do equipamento, o LED de espera verde se acenderá, o visor de LCD irá demonstrar o nível “0”, ou seja, não existe concentrações de gases de risco no ambiente.






Em condições normais de energia, o LED verde sempre permanecerá ligado.

Ao detectar a presença de gases de risco no ambiente, o display irá medir a concentração de 1 a 9, sendo 1 baixa concentração e, ao superar 9, concentração de risco.

Quando o display mostrar os números 0,1 e 2, apenas o LED verde ficará aceso, demonstrando que estes índices são “aceitáveis”.






Quando o display mostrar os números de 3, 4 e 5, o LED amarelo de STATUS se acende e o LED vermelho de ALARME pisca em conjunto com um alarme sonoro em “BIP”, uma vez por segundo, demonstrando que existe concentração de gás no ambiente em nível preocupante.

Quando o display mostrar os números de 6 até 9, o LED amarelo de STATUS continua aceso e o LED vermelho de alarme passa a piscar em conjunto com o alarme sonoro em “BIP”, três vezes por segundo, indicando que a concentração de gás no ambiente está aumentando para níveis alarmantes.






Quando o display ultrapassar o número 9, o LED vermelho de ALARME se acende, o visor de LCD começa a piscar a letra “A” de alarme, e a sirene interna do equipamento é ativada emitindo um alerta sonoro intermitente (85 dB a 1 metro), indicando que o ambiente está com concentração de gás em 20% do LIE.






O equipamento somente volta ao seu status de vigília, com o visor em nível “0”, quando a concentração de gases de risco no ambiente está completamente dissipada.

Considerações Gerais na Instalação do Detector de Gás AFDG2 em Conjunto com Centrais de Alarme de Incêndio Convencionais AFVR8LS e AFVR40LTS - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE

Considerações Gerais na Instalação do Detector de Gás AFDG2 em Conjunto com Centrais de Alarme de Incêndio Convencionais AFVR8LS e AFVR40LTS

Desligue o laço antes de iniciar a instalação do detector AFDG2.

Escolha o lugar apropriado para fixar a base do detector na parede.
Será necessário uma tomada padrão NBR14136, enviando eletricidade em 110 ou 220 volts, para cada detector de gás a ser instalado.

O detector de gás irá acionar a central e alarme de incêndio através de seus relés. Lembre-se que os relés do detector de gás AFDG2 são: NA (Fio Branco), NF (Fio Preto), e Comum (Fio Vermelho);

Para realizar a ligação do sensor em conjunto com o laço proveniente da central AFVR8LS ou AFVR40L, deve-se abrir a central e encontrar seus bornes de ligação de laço.

Na central AFVR8L o borne de ligação positivo é comum a todos os laços, ou seja, existirá apenas 1 fio vermelho (positivo) para toda a instalação. Este borne está grafado com “+VCC”.

Na central AFVR40LTS, o borne de ligação positivo é comum a cada 10 laços, ou seja, em uma instalação em que se use todos os laços, existirão 04 fios positivos.

O borne negativo é o responsável por endereçar cada laço. Na central AFVR8L existem oito bornes negativos (8 endereços) que poderão ser nomeados na central. Se for utilizar a central AFVR40LTS, existirão quarenta bornes negativos (40 endereços) que poderão ser nomeados na central. Os bornes negativos de laço estão marcados com “-L1, -L2, ... –L8” ou “-L1, -L2, ... , -L40”.


Na próxima página iremos demonstrar diversos tipos de ligação e exemplificar suas atuações através de seus esquemas de ligação de uma ou mais unidades do detector de gás AFDG2 em conjunto com uma central de alarme de incêndio código AFVR40LTS.

Esquema de ligação de uma unidade do detector de gás AFDG2 em conjunto com uma central de alarme de incêndio código AFVR40LTS - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE


Esquema de ligação de uma unidade do detector de gás AFDG2 em conjunto com uma central de alarme de incêndio código AFVR40LTS.

Primeiramente, separe um fio preto (negativo) e ligue uma das extremidades deste fio preto junto ao borne negativo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com “-L1”, “-L2”, ... ,“-L40”. Pegue a outra extremidade deste fio preto (negativo), que está livre e ligue, com a ajuda de conectores múltiplos de ligação, no FIO BRANCO (NA) localizado no detector de gás AFDG2.

Depois disso, separe um fio vermelho (positivo) e ligue uma das extremidades deste fio vermelho junto ao borne positivo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com “+VCC”.

Pegue a outra extremidade deste fio vermelho (positivo), que está livre, e ligue, com a ajuda de conectores múltiplos de ligação, no FIO VERMELHO (CM), localizado no detector de gás AFDG2.

Depois de realizar estas duas ligações, corte os fios.


Como as centrais convencionais não endereçam o dispositivo individualmente, somente o laço (setor) e levando em consideração que existe apenas um equipamento ligado no laço 01 desta central, é possível nomear o laço como se fosse o endereço individual do detector.


Esquema de Ligação de dois Detectores de Gás AFDG2 em conjunto com um laço da central de alarme de incêndio convencional AFVR40LTS - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE


Ligação de dois Detectores de Gás AFDG2 em conjunto com um laço da central de alarme de incêndio convencional AFVR40LTS:

Primeiramente, separe um fio preto (negativo) e ligue uma das extremidades deste fio preto junto ao borne negativo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com “-L1”, “-L2”, ... ,“-L40”. Pegue a outra extremidade deste fio preto (negativo) que está livre e ligue, com a ajuda de conectores múltiplos de ligação, no FIO BRANCO (NA) localizado no detector de gás AFDG2. Em seguida, sem cortar o fio, continue com o mesmo fio negativo para o fio branco do segundo detector.

Feito isso, separe um fio vermelho (positivo) e ligue uma das extremidades deste fio vermelho junto ao borne positivo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com “+VCC”.

Pegue a outra extremidade deste fio vermelho (positivo) que está livre e ligue, com a ajuda de conectores múltiplos de ligação, no FIO VERMELHO (CM) localizado no detector de gás AFDG2. Em seguida, sem cortar o fio, continue com o mesmo fio negativo para o fio vermelho do segundo detector.

Depois de realizada a ligação das bases dos detectores, corte os fios.


Como as centrais convencionais não endereçam o dispositivo individualmente, somente o laço (setor) e levando em consideração que existem dois detectores de gás ligados no laço 01 desta central, não é possível nomear o detector individualmente, somente o laço. Se, por exemplo, existir um detector em cada andar de um prédio, não será possível distinguir de qual andar vem o alarme. (Neste caso deve-se instalar um detector por laço).


Esquema de Ligação de dois Detectores de Gás AFDG2 em conjunto com dois laços da central de alarme de incêndio convencional AFVR40LTS - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE


Ligação de dois Detectores de Gás AFDG2 em conjunto com dois laços da central de alarme de incêndio convencional AFVR40LTS:

Primeiramente, separe dois fios pretos (negativos) e ligue uma das extremidades do primeiro fio preto junto ao borne negativo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com “-L1”.

Pegue a outra extremidade deste fio preto (negativo) que está livre e ligue, com a ajuda de conectores múltiplos de ligação, no FIO BRANCO (NA) localizado no detector de gás AFDG2.

Em seguida, pegue o segundo fio preto (negativo) e ligue no borne da central de alarme simbolizado com “-L2”. Pegue a outra extremidade deste fio preto (negativo) que está livre e ligue, com a ajuda de conectores múltiplos de ligação, no FIO BRANCO (NA) localizado no segundo detector de gás AFDG2.

Feito isso, separe um fio vermelho (positivo) e ligue uma das extremidades deste fio vermelho junto ao borne positivo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com “+VCC”.

Pegue a outra extremidade deste fio vermelho (positivo) que está livre e ligue, com a ajuda de conectores múltiplos de ligação, no FIO VERMELHO (CM) localizado no detector de gás AFDG2. Em seguida, sem cortar o fio, continue com o mesmo fio positivo para o fio vermelho do segundo detector. Depois de realizada a ligação dos dois detectores de gás, corte os fios.

Como as centrais convencionais não endereçam o dispositivo individualmente, somente o laço (setor) e levando em consideração que existem dois detectores de gás ligados em dois laços (Laço 01 e Laço 02) desta central, é possível nomear o detector individualmente, pois existe apenas um detector por laço. Se, por exemplo, existir um detector em cada andar de um prédio instalados desta forma, será possível distinguir de qual andar vem o alarme, pois cada detector está individualizado em um laço.


LEMBRETE - Esquema de instalação - Central de Alarme - Detector de Gás AFDG2 - 1 laço para 12 detectores - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE

LEMBRETE

O borne da central “+Vcc” é comum ao número máximo de 10 laços, portanto, caso venha a utilizar um grupo maior que 10 laços, deve-se utilizar o borne +VCC do próximo grupo de laços, sendo necessário mais um fio vermelho (positivo) para realizar as ligações. No caso abaixo, os 12 detectores estariam endereçados individualmente, pois existe apenas 01 equipamento por laço.



O Detector de Gás AFDG2 - Instalação Tipo NA (Normalmente Aberto) do Detector de Gás AFDF2 em conjunto com uma Sirene em 110/220 volts - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE


O Detector de Gás AFDG2, através de seus relés, pode ser instalado em diversos outros tipos de equipamentos eletroeletrônicos, como portas eletrônicas, sirenes, válvulas solenoides, etc. Abaixo iremos demonstrar este tipo de ligação.

Instalação Tipo NA (Normalmente Aberto) do Detector de Gás AFDF2 em conjunto com uma Sirene em 110/220 volts.

Neste exemplo iremos utilizar a sirene AFRT11, que pode ser ligada à qualquer tipo de acionador manual, interruptor ou dispositivo que tenha como princípio de funcionamento o relé NA (Normalmente Aberto) e/ou Normalmente Fechado.

Iremos demonstrar a ligação em relé NA (Normalmente Aberto) do detector de gás AFDG2.

Para maiores informações da sirene AFRT11, entre no site www.abafire.com.br

Antes de iniciar a instalação do equipamento lembre-se de desligar a rede elétrica.

Com o auxílio de conectores de múltipla ligação, ligue um dos fios da rede elétrica à um dos fios da sirene AFRT11 Feito isso, ligue o outro fio da rede elétrica ao fio BRANCO (NA) pertencente ao detector de gás.

Por ultimo, ligue o fio que sobrou da sirene AFRT11 junto ao fio VERMELHO (CM) do detector de gás.




No caso acima, quando o Detector de Gás AFDG2 alarmar, a sirene AFRT11 também iria alarmar.

Esquema de Instalação Tipo NF (Normalmente Fechado) do Detector de Gás AFDF2 em conjunto com uma Válvula Solenóide em 110/220 volts - No exemplo acima, quando o detector de gás entrar em alarme (detectou gás no ambiente), automaticamente irá desenergizar a válvula solenoide, fazendo com que a mesma bloqueie o envio de gás para a tubulação, prevenindo o local contra explosões, no caso de vazamento de gás - Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) – Com Saída Relé NA / NF – Código: AFDG2 - ABAFIRE


Instalação Tipo NF (Normalmente Fechado) do Detector de Gás AFDF2 em conjunto com uma Válvula Solenóide em 110/220 volts.

Neste exemplo iremos utilizar uma válvula solenoide que funciona em 110 ou 220 volts e que trava o fluxo de gás para a tubulação assim que deixa de receber energia elétrica. Esta válvula solenoide será ligada em conjunto com o detector AFDG2 através de relé NF (Normalmente Fechado).

Antes de iniciar a instalação do equipamento lembre-se de desligar a rede elétrica.

Com o auxílio de conectores de múltipla ligação, ligue um dos fios da rede elétrica à uma das entradas de rede da válvula solenoide.

Feito isso, ligue o outro fio da rede elétrica ao fio PRETO (NF) pertencente ao detector de gás.

Por ultimo, ligue a outra entrada de rede elétrica da válvula solenóide junto ao fio VERMELHO (CM) do detector de gás.



No exemplo acima, quando o detector de gás entrar em alarme (detectou gás no ambiente), automaticamente irá desenergizar a válvula solenoide, fazendo com que a mesma bloqueie o envio de gás para a tubulação, prevenindo o local contra explosões, no caso de vazamento de gás.



Fonte:

ABAFIRE COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA
Rua Canuto Saraiva, nº 496 – Mooca – São Paulo – SP – CEP 03113-010
Fone / Fax: (11) 2081-5337 , Cel Nextell e WhatsApp: (11) 94027-5661 | ID: 35*43*97423

Site: www.abafire.com.br E-mail: abafire@abafire.com.br