5.9.15

O modelo FEMA utiliza quatro critérios em termos de avaliação e medida, estes critérios são descritos abaixo - História - Vulnerabilidade - Ameaça máxima - Probabilidade - Avaliação de Riscos - Modelo local - Índice de magnitude - Níveis de competência organizacional - MANUAL DE PLANEJAMENTO DE EMERGÊNCIA


Modelo FEMA

O modelo FEMA , é proveniente dos estudos desenvolvidos nos Estados Unidos da América pela Federal Emergency Management Agency ( Agencia Federal de Administração de Emergências ) e oferece um método para o planejamento e a quantificação com o objetivo de realizar a gradação das emergências naquele país.

O modelo FEMA utiliza quatro critérios em termos de avaliação e medida, estes critérios são descritos abaixo:


História

Se um certo tipo de evento ocorreu no passado, então é conhecido que há condições suficientes de risco para causarem uma nova ocorrência, a menos que as condições há muito tempo não existam, ou há menos que tenham sido substancialmente reduzidos os riscos. A falta de uma ocorrência no passado não significa entretanto que não haja potencial emergência no futuro.


Vulnerabilidade

A vulnerabilidade como dita anteriormente, visa determinar o número de pessoas as propriedades que possam ser afetadas por uma emergência. O número de fatores associados são:

a) Grupos vulneráveis (idosos, crianças, desabrigados );

b) Densidades populacionais;

c) Localização dos grupos populacionais em relação ao risco;

d) Localização e valores das propriedades em relação ao risco;

e) Localização de instalações vitais (ex. hospitais) em relação ao risco.


Ameaça Máxima

Esta é essencialmente a cena de "pior caso". Assumindo o mais sério evento possível e o maior impacto, e expresso em termos de casualidades humanas e perdas de propriedades. Eventos secundários ( como os incêndios decorrentes de explosões), também precisam ser considerados.


Probabilidade

Como também já citado anteriormente, a probabilidade é diretamente relacionada com a tendência de um evento ocorrer e é expresso em termos de um evento de específica intensidade de magnitude possa ocorrer. É alguma conexão entre probabilidade e história, entretanto desde que alguns riscos se desenvolvem paralelamente ao progresso tecnológico sem precedente histórico ( ex. acidentes com produtos perigosos, ou acidentes nucleares), uma análise de ambas, história e probabilidade é necessária.


Avaliação dos Riscos

A avaliação geral de pequeno, médio ou alto risco é feito para cada critério seguindo os seguintes passos:










Alguns critérios tem sido determinados como mais importantes que os outros, os seguintes fatores de peso tem sido estabelecidos:



O escore composto para cada risco é entretanto obtido pelo fator de peso, então adicionado os quatro escores. Por exemplo:




Modelo Local

Visando a adaptação à realidade nacional foi proposta por Araújo3, um modelo de gradação de emergências para fins de planejamento e ação operacional de Defesa Civil / Protecção Civil.




O Índice de Magnitude, M, é obtido por intermédio de:



Sendo por meio destas, definidas a competência organizacional de ação conforme a tabela a seguir:





Nenhum comentário:

Postar um comentário