22.9.15

Controles Baseados em Relés - Painel de Interface do Controle a Dois Fios - Painel de Interface do Controle Detector 12 Baseados em Circuitos Eletrônicos (Microprocessador) - Sistema PowerCommand com Microprocessador - Power Command Eletrônico com Plena Autoridade - Manual de Aplicação - Grupos Geradores Arrefecidos a Água T-030d-07 08/03 - Cummins


Controles Baseados em Relés

Até há alguns anos, os sistemas de controle baseados em relés eram comuns em quase todos os grupos geradores.

Eles podem ser projetados para fornecer partida manual ou totalmente automática, além das funções básicas de proteção do gerador e incluir os equipamentos necessários para atender às normas locais para grupos geradores.

Os sistemas baseados em relés (veja a Figura 4-17) controlam a partida e as funções operacionais do motor, as funções de monitoração de falhas ou desempenho fora das especificações do motor e do alternador e fornecem indicadores, medições e alertas para a interface do usuário.

Funções como o controle de voltagem do alternador são executadas por uma placa de circuito AVR separada.

Analogamente, um circuito controlador separado opera o governador eletrônico e outros equipamentos opcionais.

Existem vários recursos opcionais disponíveis para melhorar o desempenho/controle e aumentar a funcionalidade de tarefas especiais como a interface do equipamento de paralelismo e funções adicionais de monitoração de equipamentos, como tanques de combustível, líquido de arrefecimento ou baterias.



Alguns grupos geradores são equipados com sistemas híbridos de controle (veja a Figura 4-18) que empregam relés e circuitos integrados. Tais controles oferecem maior funcionalidade do que os sistemas puros baseados em relés, mas ainda são limitados em sua capacidade de oferecer controles complexos ou interfaces avançadas de operação.



As demandas atuais de alto nível de desempenho, melhor funcionalidade, controle de sistemas sofisticados e interfaces de rede requerem as capacidades dos sistemas de controle baseados em microprocessadores. A era dos microprocessadores e computadores tem permitido o desenvolvimento de controles eletrônicos totalmente integrados e baseados em microprocessadores, como a série de controles PowerCommand™ (veja a Figura 4-19) da Cummins Power Generation. O sistema PowerCommandintegra o funcionamento do motor, o controle do alternador e as funções de monitoração de um controle totalmente equipado com base em relés, além do governo eletrônico e regulagem de voltagem e muitos outros recursos e funções adicionais. A monitoração plena das características elétricas da saída, kW, kVA, kVAR, voltagem alta e baixa, realimentação, etc., permite o controle total do sistema de geração de energia.



Circuitos Eletrônicos com “Autoridade Plena”

Os projetos de motores avançados incorporam sistemas sofisticados de fornecimento de combustível, de ignição ou de controle do ponto de injeção, e a monitoração ativa do desempenho e ajustes. Estes sistemas e funções são necessários para se obter eficiência de combustível e baixas emissões de escape. Os motores com “autoridade plena”, como são geralmente chamados, requerem sistemas com microprocessadores igualmente sofisticados para operar e controlar estas funções. Uma versão mais avançada do Controle PowerCommand™ incorpora capacidade dinâmica de controle do motor com os recursos e a funcionalidade a versão mencionada anteriormente, além de muitos outros recursos (veja a Figura 4-20). Em grupos geradores com motores eletrônicos com “autoridade plena”, este tipo de sistema avançado de controle é parte integral da unidade motor-gerador e não há opção para sistemas baseados em relés ou outros sistemas de controle.



Opções de Controle

Os equipamentos opcionais para os sistemas eletrônicos de controle incluem todas as funções necessárias para o controle e monitoração do paralelismo de vários grupos geradores, entre si e com a rede da concessionária.

Existem também controles intermediários de paralelismo que podem ser atualizados.

A função de interface de rede disponível para tais controles pode ser um recurso importante a ser considerado como equipamento opcional. A função de rede permite a monitoração e controle remotos do grupo gerador, bem como a integração com o edifício e sistema automatizados de geração de energia.

Existem também disponíveis pacotes opcionais de relés para o controle de equipamentos periféricos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário