12.7.15

Grupo motogerador - Painéis de controle - Bacia de contenção do tanque de combustível do gerador - Tipo de luminárias - Bloco autônomo - Funcionamento do sistema - Sistema centralizado - Grupo gerador - Aspectos Operacionais - Central de iluminação de emergência - Nota - MANUAL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO NAS EDIFICAÇÕES E ÁREAS DE RISCO


Grupo motogerador

O grupo motogerador deve incorporar:

a)  todos os dispositivos adicionais que garantam seu arranque automático após a falta de energia da concessionária, no máximo em 12 s;

b) deve ser garantido o acesso irrestrito desde a área externa do prédio, sem passar por áreas com material combustível;

c)  indicador de quantidade de combustível;

d) botão de arranque manual;

e)  dispositivos de funcionamento, como escapamento sem perdas, silenciador e de manutenção, como duto de descarga do radiador, etc.;
  



f)    painéis de controle com dispositivos de proteção elétrica do gerador contra sobrecarga;




g) combustível armazenado para assegurar o funcionamento no tempo de autonomia do sistema de iluminação de emergência garantido;

h) bacia de contenção;


i) os painéis de controle, as baterias de arranque e as instalações de armazenamento de combustível do sistema do grupo motogerador devem ser compartimentados de forma a evitar a propagação de um eventual incêndio entre as partes.


Quanto ao tipo de luminárias, poderão ser de dois tipos:

a)  iluminação de emergência de aclaramento;

b) sistema composto por dispositivos de iluminação de ambientes para permitir a saída fácil e segura das pessoas para o exterior da edificação, bem como proporcionar a execução de intervenção ou garantir a continuação do trabalho em certas áreas, em caso de interrupção da alimentação normal;






c)  iluminação de emergência de balizamento ou de sinalização;

d) iluminação de sinalização com símbolos e/ou letras que indicam a rota de saída (mudança de direção e saídas) que pode ser utilizada neste momento.


Funcionamento do sistema

Na ocorrência da queda da energia elétrica, seja pela interrupção da concessionária, avarias, desligamento pelo Corpo de Bombeiros ou outros motivos, o sistema funcionará de forma diferenciada conforme o tipo de sistema empregado.


Bloco autônomo

A interrupção de energia faz com que seja acionado um dispositivo no interior do aparelho que permitirá o funcionamento da luminária através de uma fonte de alimentação interna (bateria).


Sistema centralizado

Neste caso, a central de iluminação de emergência, quando da interrupção de energia, acionará o sistema, alimentado por um conjunto de baterias, que fará acender todas as luminárias ligadas ao laço de fiação elétrica.


Grupo motogerador

Este sistema poderá abranger outros equipamentos, todas as luminárias ou apenas as luminárias necessárias para a saída de emergência. Na ocorrência da interrupção da energia da concessionária, um dispositivo do painel de controle do gerador (relê) será acionado, mandando sinal para o gerador cujo funcionamento é através de motor à explosão alimentado por liquido combustível ou inflamável, que será acionado através de baterias. Este gerador fornecerá energia elétrica para o funcionamento dos equipamentos e/ou luminárias pré-estabelecidas.


Aspectos operacionais

Para o Corpo de Bombeiros, a iluminação de emergência auxilia na localização do sinistro e na evacuação dos ocupantes da edificação.


Os integrantes do Corpo de Bombeiros deverão se informar do tipo de sistema de iluminação de emergência existente na edificação:

Blocos autônomos

Se no local o sistema for de blocos autônomos e for verificado que a luminária não acende, provavelmente a mesma possui avarias, pois estando ou não conectada na rede elétrica, esta deveria acender.


Central de iluminação de emergência

Sendo este o sistema utilizado na iluminação de emergência e for observado o seu não funcionamento poderá ocorrer os seguintes casos:

a)  avarias no sistema;

b) baterias descarregadas;

c)  baterias desconectadas, caso este que pode ser resolvido com uma nova conexão;

d) central desligada, caso este que pode ser resolvido com um novo acionamento.


Grupo motogerador

Uma maior cautela deverá ser tomada quando o sistema for por gerador, uma vez que geralmente a tensão fornecida é de 110/220V. As luminárias deverão estar submetidas a uma tensão inferior a 24Vac, porém na impossibilidade de se reduzir a tensão de alimentação, pode ser utilizado interruptor diferencial de 3 mA com disjuntor termomagnético de no máximo 10 A.


Nota: o integrante do Corpo de Bombeiros deverá ter certeza e convicção destas informações, pois, caso contrário, deve-se desligar também o gerador para efetuar o combate ao incêndio evitando choque elétrico.



Nenhum comentário:

Postar um comentário