18.7.15

Componentes básicos de um sistema fixo de combate a incêndio (hidrantes e mangotinhos) - Reservatório de água para combate a incêndio - Prevenção e Combate a Sinistros causados por Incêndio


Componentes básicos de um sistema fixo de combate a incêndio (hidrantes e mangotinhos)

Reservatório de água para combate a incêndio

Os reservatórios podem ser elevados e não-elevados. Eles representam o local onde é armazenada a água que deverá ser fornecida para o uso exclusivo do sistema de combate a incêndio.

O reservatório é dito elevado quando está a uma determinada altura do piso acabado e o abastecimento é feito pela ação da gravidade. Portanto, esses reservatórios devem estar a uma altura suficiente para que possam fornecer a vazão e a pressão requeridas pelo sistema.

O reservatório é dito não-elevado quando está ao nível do solo (semienterrado ou subterrâneo). Nessas condições, o abastecimento dos hidrantes ou mangotinhos (com vazão de água e de pressão) é mantido por meio de bombas de recalque com acionamento automático.

Quando o reservatório acumula água, tanto para consumo normal da empresa como água para o sistema de combate a incêndio, é importante salientar que o ponto de captação da água para consumo, no reservatório, deverá ser colocado num nível mais alto do que ponto de captação de água para o combate a incêndio. Assim, sempre será preservado o volume de água, previsto no projeto, para o sistema de combate a incêndio da empresa.


Figura 4.1: Caixa d’água para consumo e para sistema de combate a incêndio
Fonte: CTISM




Nenhum comentário:

Postar um comentário