12.7.15

CHUVEIROS AUTOMÁTICOS - Finalidade - Descrição geral - Vantagens - Classificação dos sistemas - Sistema de tubo molhado - Sistema tubo seco - Sistema de ação prévia - Sistema dilúvio - MANUAL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO NAS EDIFICAÇÕES E ÁREAS DE RISCO


 CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

Os sistemas fixos automáticos de combate incêndios têm demonstrado, por intermédio dos tempos, serem meios eficazes para controle e combate a incêndios em edificações. Os chuveiros automáticos, também conhecidos como "sprinklers", possuem a vantagem, sobre hidrantes e extintores, de dispensar a presença de pessoal, atuando automaticamente na fase inicial do incêndio, o que reduz as perdas decorrentes do tempo gasto desde a sua detecção até o início do combate.

O sistema de chuveiros automáticos de extinção de incêndios proporciona proteção contra incêndio de edificações que possuem um risco considerável do desenvolvimento de incêndio e onde a água for o agente extintor mais adequado, pode-se afirmar que o sistema de chuveiros automáticos de extinção de incêndios é normalmente a medida de proteção ativa contra incêndio mais eficaz e segura.

Deve ser entendido, fundamentalmente, como um sistema de proteção contra incêndio da edificação juntamente com os seus bens materiais. No entanto, pode ser considerado indiretamente, como um sistema de proteção da vida humana, uma vez que, combate ao incêndio em seus estágios iniciais, evitando assim que se propague na edificação além do local de sua origem.

Este sistema automático de extinção de incêndio tem conquistado um extenso campo de aplicação, abrangendo edificações industriais, comerciais e até mesmo residenciais em alguns países.


Finalidade

O sistema de chuveiros automáticos de extinção de incêndios se caracteriza fundamentalmente por entrar em funcionamento quando ativado pelo próprio incêndio, liberando uma descarga de água (adequada ao risco do local a que se visa proteger) somente por meio dos chuveiros automáticos que foram acionados pelos gases quentes produzidos no incêndio. É um sistema de proteção contra incêndio que deve operar com rapidez, de modo a extinguir o incêndio em seus estágios iniciais e controlá-lo não permitindo que atinja níveis mais desenvolvidos.


Descrição geral

O sistema de proteção por meio de chuveiros automáticos consiste em uma rede integrada de tubulações dotada de dispositivos especiais que, automaticamente, descarregam água sobre um foco de incêndio, em quantidade suficiente para controlá-lo e eventualmente extingui-lo. Esse sistema de proteção é dotado de alarme.

Assim que um foco de incêndio é detectado, os chuveiros são acionados e é emitido um aviso aos ocupantes da edificação, ou seja, este sistema realiza automaticamente três funções básicas:

a)  detectar o fogo;

b) ativar o alarme sonoro e identificar o setor da edificação atingida;

c)  controlar e extinguir o fogo.


Vantagens

a)  preservação de vidas humanas;

b) proteção de bens e propriedades;

c)  continuidade nos negócios;

d) garantia de emprego;

e)  retorno imediato às atividades;

f)    imagem de empresa segura;

g) cumprimento de exigências legais;

h) descontos nos prêmios seguros incêndio e lucros cessantes.



Classificação dos sistemas

Sistema de tubo molhado (sistema mais utilizado)

Compreende uma rede de tubulação permanentemente cheia de água sob pressão, em cujos ramais os chuveiros são instalados.

Os chuveiros automáticos desempenham o papel de detectores de incêndio, só descarregando água quando acionados pelo calor do incêndio. É o tipo de sistema mais utilizado no Brasil.

Quando um ou mais chuveiros são abertos, o fluxo de água faz com que a válvula se abra, permitindo a passagem da água da fonte de abastecimento.

Simultaneamente, um alarme é acionado indicando que o sistema está em funcionamento.



Sistema tubo seco

Compreende uma rede de tubulação permanentemente seca, mantida sob pressão (de ar comprimido ou nitrogênio), em cujos ramais são instalados os chuveiros.

Estes, ao serem acionados pelo calor do incêndio, liberam o ar comprimido (ou nitrogênio), fazendo abrir automaticamente uma válvula instalada na entrada do sistema (válvula de cano seco), permitindo a entrada da água na tubulação. Este sistema é o mais indicado para as regiões extremamente frias, sujeitas à temperatura de congelamento da água, ou em locais refrigerados (como frigoríficos).

O suprimento de ar comprimido ou nitrogênio deve ser feito por uma fonte confiável e disponível a toda hora, devendo ser capaz de restabelecer a pressão normal do sistema rapidamente. Deve dispor de uma ou mais válvulas de segurança entre o compressor e a válvula de comando, as quais devem estar graduadas para aliviar ao atingir pressão acima da prevista.




Sistema de ação prévia (praticamente não utilizado)

Compreende uma rede de tubulação seca contendo ar que pode ser ou não sob pressão, em cujos ramais são instalados os chuveiros automáticos, como em um sistema convencional de tubo molhado. Na mesma área protegida pelo sistema de chuveiro é instalado um sistema de detecção dos efeitos do calor, de operação muito mais sensível e ligado a uma válvula especial instalada na entrada da rede de tubulação. A atuação de quaisquer dos detectores, motivada por um princípio de incêndio, provoca automaticamente a abertura da válvula especial. Esta permite a entrada da água na rede a qual é descarregada por intermédio dos chuveiros que forem ativados pelo fogo. A ação prévia do sistema de detecção faz soar simultânea e automaticamente um alarme de incêndio, antes que se processe a abertura de quaisquer dos chuveiros automáticos.


Sistema dilúvio

Compreende uma rede de tubulações secas em cujos ramais são instalados chuveiros do tipo aberto (sem elemento termo-sensível). Na mesma área dos chuveiros é instalado um sistema de detectores ligado a uma válvula do tipo dilúvio, existente na entrada do sistema. A atuação de quaisquer detectores, ou então a ação manual de comando a distância, provoca a abertura da válvula, permitindo a entrada da água na rede, descarregada por intermédio de todos os chuveiros e, simultaneamente, fazendo soar o alarme de incêndio. Este tipo de sistema é normalmente utilizado na proteção de hangares (galpões para aeronaves).





Nenhum comentário:

Postar um comentário